Rações Reis

Mundo Pet

Origem das raças: Sphynx

Origem

Em 1966 na cidade de Toronto, Canadá uma gata deu à luz a uma ninhada e um dos filhotes era totalmente sem pelo. Ao contrário do que muitos acham o Sphynx não é resultado de modificação genética. Na verdade, ele carrega um gene hereditário e recessivo chamado alopecia. A princípio chamado de “gatos da lua” posteriormente “canadense nu” até que chegou ao nome que leva hoje “sphynx”.

Quatro anos após o surgimento do primeiro gato nu, a associação de criadores de gatos americana (Cat Fanciers’ Association) deu um título provisório de raça que só durou um ano devido à dificuldade na procriação e problemas de saúde.

O sphynx conhecido como é hoje nasceu somente em 1975 após a gata de um casal de agricultores dar à luz a um filhote sem pelos. Sendo de difícil procriação por causa do gene recessivo, os gatos sem pelos foram cruzados com um Devon Rex e assim foi descoberto que com esse cruzamento o gene que antes era recessivo se tornou dominante e então a nova raça começou a crescer.

Finalmente em 1998 a raça Sphynx foi oficialmente reconhecida pela associação de criadores de gatos americana.

Características

O sphynx tem orelhas grandes e cauda longa e fina. Sua principal característica é a falta de pelagem e bigode e pele enrugada, o que pode assustar algumas pessoas na primeira impressão.

Apesar da falta de pelagem o gato não é hipoalergênico. As alergias em humanos são provocadas pela descamação da pele e na saliva dos gatos. Também por causa da falta de pelos, ele precisa de banhos semanais para retirar a oleosidade da pele que não é absorvida e pode se tornar acumulador de pó. Por causa da ausência de bigodes é um pouco desajeito e deve evitar áreas altas.

Personalidade

De tão afetuoso e apegado ao dono pode se tornar possessivo. Gosta de ser mimado, é inteligente, sociável e brincalhão. Quando ele não está recebendo atenção, costuma explorar o ambiente, caçar insetos e brincar com objetos que desafiem seu físico e mente.

Saúde

O principal problema da raça é a pele sensível, a perda de calor corporal excessiva e hipertrofia do músculo cardíaco. Idas ao veterinário são essenciais para manter o gato sempre saudável e livre de complicações.

Fonte: Cat Time, Porta Pets, Pet Care

 



Voltar